Blog
Blog de casamento
06
set
2017
Como escolher as músicas para a sua cerimônia de casamento

Como escolher as músicas para a sua cerimônia de casamento

Conhecer o perfil da cerimônia de casamento que deseja fazer e desafiador. Desafio este que vem muito antes da escolha das músicas. Provavelmente, a escolha do local partiu de um imaginário e a sequencia começa a se desenrolar: O vestido da noiva, combinando com a arquitetura do ambiente, a tiara, os sapatos com o vestido da noiva e a música, combinando com tudo!

 

A sequência que sugerimos é a seguinte, observando que, escolher uma música para depois encaixa-la, normalmente, não funciona.

 

- Entrada da noiva: É o momento mais sonhado de todos os casamentos. Qual noiva não imaginou como seria a sua entrada, para casar? O estilo você já conseguiu identificar, resta agora enquadrar à sua personalidade: tímida ou extrovertida? Cada perfil de noiva terá uma melhor opção.

 

- Entrada do noivo e padrinhos: Sugerimos que seja uma música no estilo da entrada da noiva e que não seja mais impactante. Se a música for internacional, opte por canções de mesma língua, certamente irão combinar mais.

 

- Entrada das damas e pajens: Escolha músicas que tenham a cara deles: se crianças, músicas infantis, utilizando o teclado com timbre de cravo, vibrafone, etc, se adolescente, um instrumental pode ser uma boa opção.

 

- Aclamação ao Evangelho: Momento mais litúrgico de uma celebração de casamento. As opções são poucas e todas, sacras. Certamente, a igreja irá lhe orientar para este momento.

 

- Bênção das alianças: Normalmente, as mais tocadas são as Ave Maria de Gounod, Ave Maria de Schubert, Agnus Dei mas canções românticas podem ser uma boa opção.

 

- Saída dos noivos (casal): Como são tocadas em sequência, escolha duas músicas que tenham o mesmo estilo ( e se for o mesmo estilo da entrada da noiva e do noivo, excelente!). A música da saída é mais marcante e este é o motivo para tal ordem.

 

- Assinaturas: Ideal que seja mais calma e, se possível, no estilo da saída.

José Luiz Tonelli

Comente essa publicação